7 razões para correr fora do ginásio

0

É melhor correr na rua ou na passadeira do ginásio? Esta é uma questão que divide muitos corredores. Há quem opte por um só tipo de corrida e há quem corra dentro e fora do ginásio e diga que o que interessa é correr. Cada uma destas opções tem vantagens e desvantagens, pelo que o melhor tipo de corrida para ti vai depender dos teus objetivos e dos teus gostos pessoais.

Partilhamos contigo algumas vantagens de correr fora do ginásio:

1. Podes correr em qualquer lado

Uma das grandes vantagens de correr na rua é que tens várias possibilidades de escolha relativamente ao percurso. Ao contrário do que acontece no ginásio, podes escolher o percurso que mais se adequa ao teu estado de espírito nesse dia e acabas por visitar sítios diferentes todos os dias. Também podes optar por correr em circuito, com partida e chegada em tua casa, ou podes sair de casa e correr até determinado sítio e depois regressar a andar. Não, não vais pedir boleia de volta a um amigo.

2. Podes correr e fazer outras coisas ao mesmo tempo

Correr fora do ginásio dá-te a possibilidade de combinar a corrida com outras das tuas atividades diárias que tenhas por fazer. Porque não levar o cão a correr contigo, ou ir até à padaria ou ao supermercado a correr?

3. Podes apreciar a vista e desfrutar do ar fresco da rua

Em vez de correres uma hora a te olhar ao espelho ou para a pessoa na passadeira ao lado, podes correr à beira-rio, no campo, num parque, etc., e aproveitar para relaxar um pouco na natureza e respirar ar puro. Correr na rua faz com que distraias com mais facilidade e não estejas tão focado no esforço que estás a fazer. Vai parecer que não custa tanto!

Dica: Evita correr em grandes ruas ou avenidas nas horas de ponta. Opta por sítios menos movimentados, onde ar é mais puro.

4. Podes correr a qualquer hora

O teu ginásio abre às 10h00 mas a essa hora já tens de estar no trabalho? Não há desculpa para saltar a corrida matinal. Correndo fora do ginásio, tens uma possibilidade mais alargada de arranjar tempo para correr, seja às 7h00 ou às 22h00, consoante te der mais jeito. Adapta os teus treinos aos teus horários e verás que ficará mais fácil conciliar a actividade física com as tarefas do dia-a-dia.

5. Correr na rua é mais desafiante e gasta mais calorias

Quando corres numa passadeira, a temperatura ambiente é sempre a mesma, o tipo de solo em que corres é sempre o mesmo, não sentes o sol a bater na cara nem o vento a te empurrar. É mais fácil, portanto. Quando corres na rua, as condicões atmosféricas e o tipo terreno que encontras ditam o esforço que tens de pôr na corrida. Correr fora do ginásio exige mais esforço, logo, queima mais calorias. Dica: Certifica-te que sais de casa devidamente equipado para uma corrida na rua. Veste-te de acordo com as condições atmosféricas que esperas encontrar.

6. Não pagas mensalidade para correr fora do ginásio

Hoje em dia existem inúmeras opções para quem quer fazer exercício físico mas não tem possibilidade de pagar uma mensalidade do ginásio. Desde os vídeos que circulam na internet com exercícios específicos para fazer no conforto de casa, a aulas colectivas facultadas em centros cívicos e juntas de freguesia. Correr na rua é uma atividade física que também sai em conta.

Dica: O facto de não ires ao ginásio não significa que não devas ter um acompanhamento profissional no teu percurso físico. Procura fazer check ups regulares junto do teu médico de família.

7. É um escape às preocupações

As preocupações do trabalho e do dia-a-dia podem provocar um grande desgaste psicológico. Correr depois de um dia complicado pode ser uma experiência libertadora, na medida em que és só tu e a corrida, sem distrações nem preocupações. Vê na corrida uma forma de relaxar e aproveitar o tempo que tens para ti. Sabemos que o inverno está aí, mas aproveita os dias de sol para correr fora do ginásio. Combina a corrida indoor com a corrida outdoor para te sentires mais forte, fisica e mentalmente.

Referências:

Santos, Miguel, A Chamada da Natureza, Revista Men’s Health, Edição 149,Novembro de 2013, adaptação da versão original

Glanville, Nicola, Treadmill Running vs. Road Running, adaptação da versão original

Quinn, Elizabeth, Treadmill vs. Outside Running: Which Is The Best?, Dezembro de 2014, adaptação da versão original

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here