Reduzir o stress: todos os desportos ajudam?

0

Sabemos que o stress é um dos principais e mais populares factores de risco da actualidade para a nossa saúde, não havendo ninguém que consiga escapar-lhe. Sabemos também que a actividade física pode reduzir os seus níveis no organismo. No entanto, para reduzir este stress, será que todos os desportos ajudam?

De que forma é que o desporto e a actividade ajudam a reduzir o stress?

Para analisar esta questão, convém saber quais os mecanismos que associam a redução dos níveis de stress à actividade física. Isto é, devemos saber de que forma é que o desporto ajuda a libertar tensões e preocupações no nosso corpo.

Para explicar os mecanismos de acção da actividade física e do desporto sobre o stress, é útil adquirir uma segunda perspectiva, uma de origem psicológica e a outra, de origem fisiológica.

  • Acção psicológica:  a prática de actividades físicas ou desportivas produz, na nossa mente, uma distracção dos eventos stressantes, ao concentrarmo-nos num outro tipo de questões associadas ao desporto (o qual ajuda, sem dúvida, a reduzir o nível de stress no organismo). Isto é, estas actividades libertam a nossa mente de preocupações.
  • Acção fisiológica:  a prática de actividades físicas e desportivas envolve uma libertação de endorfinas por parte do cérebro, a hipófise e outros tecidos, que se traduz num estado de euforia e maior sensação de bem-estar, bem como numa diminuição da sensação de dor.

Como podemos ver, a actividade física e o desporto actuam tanto a nível psicológico como a nível fisiológico para reduzir o stress no nosso organismo e aumentar a sensação de bem-estar.

Todos os desportos ajudam?

Ao que parece, os desportos e actividades que mais ajudam a reduzir o stress e a melhorar o bem-estar psicológico e mental são aqueles que reunem as seguintes características:

  • Regularidade, pois a prática regular de exercício físico ou actividades desportivas reduz o risco de depressão e melhora o bem-estar mental a longo prazo.
  • Dose, uma vez que quanto mais sessões de exercícios fizermos, menores são os níveis de stress e depressão.
  • Continuidade, uma vez que o exercício reduz a ansiedade e o neuroticismo a longo prazo, essenciais para combater mais eficazmente o stress.

Ou seja, para que uma actividade favoreça a redução de stress, não deve ser de prática esporádica nem ocasional, deve praticar-se regularmente, de forma progressiva no tempo e não em quantidade escassa.

Para além disso, há também provas de que os desportos ou actividades ao ar livre e em grupo geram maiores benefícios a nível psicológico do que aquelas que são realizados individualmente e em espaços fechados.

No entanto, o principal é que a actividade, o desporto e o treino que realizamos sejam do nosso agrado e não aumentem o stress no nosso organismo.

Dessa forma, se a maior parte dos desportos ajuda a reduzir o stress, nem todos têm esse objectivo em vista, pois os desportos de competição practicados a nível profissional geralmente aumentam o stress emocional, mental e físico ao nosso corpo, não colaborando em grande parte com outras actividades para reduzir os factores de stress.

Dada a pressão que os desportos de competição implicam, isto não ajuda a reduzir o stress como outro tipo de actividades lúdicas, regulares e que distraiam a nossa mente.

Treinar muito no ginásio pode causar stress físico mas pode reduzir imenso o stress mental ao permitir um aumento no nivel de endorfinas no nosso corpo e ao distrair a mente das tensões e preocupações diárias.

Já sabes, se quiseres reduzir o stress, procura actividades de que gostes, que possas realizar com regularidade e de forma gradual. Não escolhas actividades exigentes ou que acrescentem pressão e stress à tua cabeça.

Referências:

Gottau Gabriela, Reducir el estrés: ¿todos los deportes ayudan?, 2 de julho de 2013, tradução da versão original

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here